CIDRUS

Carmópolis de Minas

Reza a tradição ter o local, onde hoje se ergue a sede do município, recebido os primeiros brancos, portugueses e paulistas, em demanda ao sertão goiano, aí por volta de 1700.

Prosseguindo em sua aventura, teriam estes brancos deixados alguns remanescentes, cuidando de lavoura, para se garantirem de suprimento, durante o regresso. Realmente, anos depois, ao voltarem, encontraram o local já desenvolvido, tendo-lhes sido oferecido até pão, manufaturado com trigo de plantio local. E, tamanha foi a alegria e espanto dos viajantes, que teriam exclamado: – ″Já há pão″, o que dito, rapidamente (como ocorre na prosódia lusitana) resultou numa forma que se transformou em topônimo — ″Japão″.

Assim, se explica o primitivo nome local.

Em 1862, sendo Vice-Presidente da Província de Minas o Cel. Joaquim Camilo Teixeira da Mata, foi criada a freguesia de Japão, pela Lei provincial nº1144, de 24 de setembro.

A freguesia recém-criada abrangia as fazendas de Catucá e Água Preta, que se localizavam aquém da Serra do Quilombo, e se estendia por quatro léguas no sentido Leste-Oeste, por cinco no sentido norte-sul, com dezesseis de circunferência.

Este, o núcleo inicial do município que, muito mais tarde, trocou o nome de ″Japão de Oliveira″ para o de Carmópolis de Minas.

A igreja-matriz, teve sua construção iniciada no ano de 1807, pelo padre Domingos da Costa Guimarães, falecido logo depois. O segundo capelão foi o padre José Pereira Guimarães e o terceiro, padre José da Costa Ribeiro, isto já no ano de 1873.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Japão, pela Lei Provincial nº 1144, de 24-09-1862, e lei estadual nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Oliveira.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Japão, figura no município de Oliveira.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XXII- 1937.

Elevado à categoria de município com denominação de Carmópolis de Minas, pela Lei Estadual nº 336, de 27-12-1948, desmembrado de Oliveira. Sede no atual distrito de Carmópolis de Minas (ex-Japão). Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1949.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Alteração toponímica distrital

Japão para Carmópolis de Minas, alterado pela Lei Estadual nº 336, de 27-12-1948.

O município de Carmópolis de Minas atento a legislação e as normas para comercialização dos produtos de origem animal, apoiou o projeto de implantação do Serviço de Inspeção Municipal, pelo Lei Nº 2.075, de 28 de agosto de 2014.

 

Fonte: IBGE/2017

Bovino

Efetivo do rebanho: 28.158 cabeças

Vaca ordenhada: 3.837 cabeças

Quantidade produzida no ano: 10.873.000 litros

Bubalinos 

Efetivo do rebanho: 94 cabeças

Equinos

Efetivo do rebanho: 1.302 cabeças

Galináceos 

Efetivo do rebanho: 22.000 cabeças

Quantidade produzida no ano: 82.000 dúzias

Ovinos 

Efetivo do rebanho: 329 cabeças

Patos, gansos, marrecos, perdizes e faisões

Efetivo do rebanho: 205 cabeças

Suíno 

Efetivo do rebanho: 928 cabeças